CRM 5278333-1 | RQE 19478Dra. Roberta Esteves Vieira de Castro

Pediatra especializada em medicina intensiva pediátrica.

Quem eu sou?

Meu nome é Roberta Esteves Vieira de Castro, sou formada em Medicina há 19 anos, possuo residência em Pediatria e Medicina Intensiva Pediátrica, Mestrado em Saúde Materno-Infantil pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutorado em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde trabalho na UTI Pediátrica desde 2012. Atuo em consultórios particulares no Rio de Janeiro (Tijuca e Ipanema). Sou também editora associada do portal Pebmed, um dos principais veículos de informação médica do país, produzindo conteúdos de qualidade e atualizados para a comunidade médica. Participo como aluna e palestrante em diversos cursos e congressos no Brasil e no exterior, além de já ter sido entrevistada em inúmeros canais de rádio e televisão. Como atuo há muitos anos em UTI Pediátrica, pude perceber o quão importante é o trabalho de prevenção de doenças e como as famílias se sentem seguras e desamparadas diante de situações graves com seu maior tesouro. Esse é o meu maior motivo de inspiração todos os dias: promover saúde para nossas crianças e amparar suas queridas famílias.

Abordagem Humanizada

+ 18 Anos de Experiência

Escuta Atenta e Participativa

Como é o meu atendimento?

No dia a dia, faço atendimento humanizado aos pais nas consultas seguindo algumas práticas essenciais que contribuem para uma experiência positiva e acolhedora:

Ouço atentamente as preocupações e dúvidas dos pais, sem interrupções, demonstrando empatia e interesse genuíno pelo bem-estar da criança e da família;

Explicar diagnósticos, tratamentos e orientações de forma clara e simples, evitando jargões médicos e garantindo que os pais compreendam as informações;

Respeitar e valorizar as decisões dos pais em relação à saúde e ao cuidado de seus filhos, oferecendo suporte e orientação sem julgamento;

Criar um ambiente de consulta confortável e acolhedor, tanto física quanto emocionalmente, para que os pais e a criança se sintam seguros e à vontade;

Esclarecer dúvidas e oferecer suporte, seja durante as consultas ou através de outros meios de comunicação, como telefone ou e-mail;

Considerar as necessidades específicas de cada família e criança, oferecendo um atendimento personalizado que leve em conta seus contextos sociais, culturais e emocionais;

Demonstrar empatia e sensibilidade em relação aos sentimentos e preocupações dos pais, especialmente em momentos de ansiedade ou incerteza;

Incentivar os pais a participarem ativamente das consultas e do cuidado de seus filhos, valorizando suas observações e experiências;

Estabelecer vínculo de confiança e continuidade com a família, acompanhando o desenvolvimento da criança ao longo do tempo e ajustando o atendimento conforme necessário;

Oferecer orientações preventivas e educativas sobre saúde infantil, alimentação, vacinação, segurança e outros aspectos importantes do cuidado com a criança.

Ao adotar essas práticas, o pediatra pode contribuir para um atendimento humanizado que promova o bem-estar da criança e dos pais, fortalecendo a relação médico-família e contribuindo para uma experiência de cuidado mais positiva e eficaz.

Atendimentos de Pediatria

Conheça um pouco do meu trabalho!

Consulta pediátrica de pré-natal

Sala de parto

Puericultura

Os primeiros mil dias do bebê

Aplicação do teste de Denver II para avaliação do desenvolvimento infantil

Estabelecimento de rotinas

Importância do acompanhamento interdisciplinar no puerpério e primeiros mil dias do bebê

Agende a sua consulta

Venha cuidar da saúde do seu filho de forma dedicada e especializada! Agende agora mesmo uma consulta e proporcione ao seu pequeno o cuidado que ele merece.

Conheça nossos Locais

Tijuca

Quinta de 14 às 20h. Sexta de 07h30 às 12h.

Rua Conde de Bonfim, 120, sala 809, Tijuca

contato@drarobertapediatra.com.br

(21) 97587-4215

Ipanema

Quarta de 08 às 12h.

Rua Conde de Bonfim, 120, sala 809, Tijuca

contato@drarobertapediatra.com.br

(21) 97587-4215

© Copyright 2024

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Uma consulta com o pediatra durante o pré-natal oferece diversas vantagens para os futuros pais e para o bebê:

  • O pediatra pode fornecer orientações sobre os cuidados necessários com o recém-nascido, como amamentação, higiene, sono e alimentação, ajudando os pais a se sentirem mais preparados para a chegada do bebê;

  • Os pais podem aproveitar a consulta para esclarecer dúvidas sobre o desenvolvimento infantil, vacinação, sinais de alerta de doenças e outras questões relacionadas à saúde do bebê;

  • A consulta pré-natal com o pediatra permite que os pais comecem a estabelecer um relacionamento de confiança com o médico que irá acompanhar o crescimento e desenvolvimento do seu filho;

  • O pediatra pode discutir o papel dele na sala de parto e o que os pais podem esperar em termos de cuidados imediatos com o bebê após o nascimento;

  • A consulta é uma oportunidade para os pais e o pediatra planejarem as consultas de rotina e os exames necessários após o nascimento do bebê, seguindo o calendário de puericultura;

  • A consulta é uma oportunidade para os pais e o pediatra planejarem as consultas de rotina e os exames necessários após o nascimento do bebê, seguindo o calendário de puericultura; O pediatra pode orientar os pais sobre medidas preventivas para garantir a saúde do bebê, como a importância da vacinação e da amamentação exclusiva nos primeiros meses de vida;

  • O pediatra pode avaliar os fatores de risco para doenças congênitas ou hereditárias e orientar os pais sobre possíveis cuidados ou exames específicos;

  • O pediatra pode oferecer dicas para preparar a casa para a chegada do bebê, incluindo questões de segurança e organização do espaço.

Ao proporcionar informações, orientações e suporte durante o pré-natal, a consulta com o pediatra contribui para uma transição mais tranquila e segura para os pais e o bebê no período pós-natal.

A presença de um pediatra na sala de parto é necessária por várias razões importantes:

  • Após o nascimento, o pediatra realiza uma avaliação imediata do bebê para verificar sua saúde geral, incluindo respiração, batimentos cardíacos, cor da pele, tônus muscular e reflexos. Isso é feito através do teste de Apgar, que é realizado no primeiro e no quinto minuto após o nascimento;

  • Se o bebê apresentar alguma dificuldade respiratória, problemas cardíacos ou outras complicações ao nascer, o pediatra está preparado para fornecer o atendimento de emergência necessário, como reanimação neonatal;

  • O pediatra pode fornecer orientações iniciais aos pais sobre cuidados com o recém-nascido, amamentação, sinais de alerta para problemas de saúde e acompanhamento pediátrico após a alta hospitalar;

  • O pediatra pode orientar e apoiar a mãe na promoção do contato pele a pele imediatamente após o nascimento, o que é importante para o estabelecimento do vínculo afetivo e para o início bem-sucedido da amamentação;

  • O pediatra pode identificar precocemente qualquer anormalidade física ou sinal de doença congênita no recém-nascido, possibilitando intervenções rápidas e encaminhamento para especialistas, se necessário.

Por todas essas razões, a presença de um pediatra na sala de parto é fundamental para garantir a saúde e a segurança do recém-nascido e para oferecer suporte e orientação aos pais nesse momento tão importante.

A puericultura é uma área da pediatria dedicada ao acompanhamento e à promoção da saúde de crianças e adolescentes desde o nascimento até a adolescência. O objetivo da puericultura é garantir o desenvolvimento físico, emocional e social saudável da criança, prevenindo doenças e identificando precocemente quaisquer problemas que possam surgir. Durante as consultas de puericultura, o pediatra realiza uma avaliação abrangente da criança, que inclui:

  • Medição do peso, altura e perímetro cefálico para monitorar o crescimento e identificar possíveis desvios ou problemas de saúde;

  • Observação das habilidades motoras, cognitivas, linguísticas e sociais da criança para garantir que estejam de acordo com a faixa etária;

  • Aconselhamento sobre amamentação, introdução de alimentos sólidos, hábitos alimentares saudáveis e prevenção de deficiências nutricionais;

  • Administração de vacinas conforme o calendário de vacinação, para proteger a criança contra doenças infecciosas;

  • Orientações sobre segurança no lar, uso de equipamentos de proteção e medidas para prevenir acidentes e lesões;

  • Avaliação da saúde bucal e orientações sobre higiene oral e prevenção de cáries;

  • Avaliação do bem-estar emocional da criança e orientações sobre disciplina, sono, uso de telas e outros aspectos comportamentais;

  • Orientações aos pais sobre cuidados com a criança, desenvolvimento infantil, vacinação e outros aspectos importantes para a saúde e o bem-estar da família.

A puericultura é um processo contínuo que acompanha a criança em diferentes fases de seu desenvolvimento, permitindo a detecção precoce de problemas de saúde e a promoção de hábitos saudáveis desde a infância.

Os primeiros mil dias do bebê, que compreendem desde a concepção até os dois primeiros anos de vida, são um período crítico para o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional da criança. Durante esse tempo, ocorrem mudanças rápidas e significativas que têm um impacto duradouro na saúde e no bem-estar da criança ao longo da vida. A importância do pediatra acompanhar de perto nesse contexto inclui:

  • Promoção do desenvolvimento saudável: O pediatra monitora o crescimento e o desenvolvimento da criança, garantindo que ela atinja os marcos importantes de acordo com a idade. Qualquer desvio pode ser identificado precocemente e tratado de maneira adequada;

  • Nutrição adequada: A alimentação nos primeiros mil dias é fundamental para o desenvolvimento saudável. O pediatra orienta os pais sobre amamentação, introdução de alimentos sólidos e nutrição equilibrada para apoiar o crescimento e o desenvolvimento da criança;

  • Prevenção de doenças: O pediatra administra vacinas para proteger a criança contra doenças infecciosas e fornece orientações sobre medidas preventivas, como higiene e segurança no lar;

  • Acompanhamento do desenvolvimento neuropsicomotor: O pediatra avalia o desenvolvimento neuropsicomotor da criança, identificando precocemente qualquer sinal de atraso ou distúrbio que possa requerer intervenção especializada;

  • Apoio à saúde emocional e comportamental: O pediatra pode orientar os pais sobre questões relacionadas ao comportamento, sono, choro e vínculo afetivo, promovendo um ambiente saudável para o desenvolvimento emocional da criança;

  • Identificação de condições congênitas ou hereditárias: O pediatra pode detectar sinais de condições congênitas ou hereditárias que possam afetar a saúde da criança, possibilitando intervenções precoces e aconselhamento genético, se necessário;

  • Orientação aos pais: O pediatra fornece informações e orientações aos pais sobre cuidados com a criança, prevenção de acidentes e promoção de um estilo de vida saudável para toda a família;

  • Continuidade do cuidado: O acompanhamento regular pelo pediatra durante os primeiros mil dias estabelece uma base sólida para a continuidade do cuidado à medida que a criança cresce, permitindo o monitoramento contínuo da saúde e do desenvolvimento.

O acompanhamento cuidadoso pelo pediatra durante os primeiros mil dias é essencial para garantir que a criança tenha o melhor início possível na vida, promovendo uma base sólida para sua saúde e desenvolvimento futuro.

O Teste de Denver II é uma ferramenta amplamente utilizada para avaliar o desenvolvimento infantil em crianças desde o nascimento até os seis anos de idade. Ele é utilizado para identificar possíveis atrasos ou problemas no desenvolvimento em quatro áreas principais: motora grossa, motora fina-adaptativa, linguagem e pessoal-social. Durante o acompanhamento do desenvolvimento infantil usando os critérios de Denver II, o pediatra ou o profissional de saúde realiza uma série de tarefas simples com a criança, observando sua capacidade de executá-las de acordo com a faixa etária. As áreas avaliadas incluem:

  • Motora grossa: Habilidades que envolvem movimentos grandes e controle do corpo, como sentar, engatinhar, andar e pular;

  • Motora fina-adaptativa: Habilidades que envolvem movimentos precisos e coordenação olho-mão, como pegar objetos pequenos, desenhar e empilhar blocos;

  • Habilidades relacionadas à comunicação, incluindo balbuciar, seguir instruções simples, nomear objetos e formar frases;

  • Pessoal-social: Habilidades relacionadas à interação social e ao comportamento, como sorrir, brincar com outros, alimentar-se e vestir-se.

Cada tarefa no teste de Denver II é classificada como "passou", "não passou" ou "não testada". A partir dos resultados, o profissional pode identificar áreas de desenvolvimento que estão dentro do esperado para a idade da criança e áreas que podem precisar de atenção ou intervenção adicional. Se um atraso no desenvolvimento for identificado, o pediatra pode recomendar uma avaliação mais detalhada por especialistas, como terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas ou fonoaudiólogos, e iniciar um plano de intervenção precoce para abordar as áreas de preocupação. É importante destacar que o Teste de Denver II não é um diagnóstico definitivo, mas sim uma ferramenta de triagem que ajuda a identificar crianças que podem se beneficiar de uma avaliação mais aprofundada ou de intervenções precoces para apoiar seu desenvolvimento.

Uma rotina bem estabelecida é extremamente importante para o desenvolvimento e o bem-estar da criança por várias razões:

  • Sensação de segurança: Uma rotina previsível ajuda a criança a se sentir segura e protegida, pois ela sabe o que esperar a cada dia. Isso pode reduzir a ansiedade e o estresse, especialmente em momentos de mudança ou incerteza;

  • Desenvolvimento de hábitos saudáveis: A rotina facilita a incorporação de hábitos saudáveis, como horários regulares para refeições, higiene pessoal e atividade física, contribuindo para o bem-estar físico da criança;

  • Melhora do sono: Uma rotina consistente de hora de dormir, incluindo rituais de relaxamento como banho e leitura, pode ajudar a criança a adormecer mais facilmente e a ter um sono mais tranquilo e reparador;

  • Desenvolvimento da autonomia: Conforme a criança cresce, a rotina pode ajudá-la a desenvolver independência e responsabilidade, pois ela aprende a gerenciar seu tempo e suas atividades diárias;

  • Estrutura para o aprendizado: Uma rotina pode proporcionar uma estrutura que favorece o foco e a concentração, facilitando o aprendizado e a realização de tarefas escolares;

  • Gerenciamento do tempo: A rotina ajuda a criança a entender a noção de tempo e a organizar seu dia de forma equilibrada, alternando momentos de atividade e descanso;

  • Fortalecimento dos laços familiares: Rotinas familiares, como refeições em conjunto e momentos de lazer, podem fortalecer os laços afetivos e promover a comunicação entre os membros da família;

  • Adaptação a mudanças: Embora a rotina ofereça estabilidade, é importante que ela também inclua certa flexibilidade para que a criança aprenda a se adaptar a mudanças e situações inesperadas.

A criação de uma rotina equilibrada e adaptada às necessidades da criança é fundamental para seu desenvolvimento saudável, proporcionando um ambiente estável que favorece seu crescimento físico, emocional e cognitivo.

O acompanhamento interdisciplinar com o pediatra durante o puerpério e os primeiros mil dias do bebê é de suma importância para garantir uma abordagem abrangente e integrada à saúde da mãe e do bebê. Essa colaboração entre diferentes profissionais de saúde pode proporcionar os seguintes benefícios:

  • Atenção integral à saúde: O acompanhamento interdisciplinar permite que aspectos físicos, emocionais e sociais da saúde da mãe e do bebê sejam considerados de forma integrada, garantindo um cuidado mais completo;

  • Apoio à amamentação: O pediatra, em colaboração com enfermeiras obstétricas e consultoras de lactação, pode oferecer orientações e suporte para superar desafios relacionados à amamentação, promovendo o sucesso da lactação e os benefícios nutricionais e imunológicos para o bebê;

  • Detecção e intervenção precoces: A equipe interdisciplinar pode identificar precocemente sinais de problemas de saúde ou desenvolvimento no bebê, bem como questões emocionais ou físicas na mãe, possibilitando intervenções rápidas e eficazes;

  • Promoção do desenvolvimento infantil: O pediatra, juntamente com fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos, pode monitorar e estimular o desenvolvimento neuropsicomotor do bebê, oferecendo orientações e intervenções para apoiar o crescimento saudável;

  • Suporte emocional e psicológico: O acompanhamento interdisciplinar pode incluir o apoio de psicólogos ou psiquiatras para abordar questões emocionais ou psicológicas que possam surgir no puerpério, como depressão pós-parto ou ansiedade;

  • Educação em saúde: A equipe interdisciplinar pode fornecer informações e orientações sobre cuidados com o bebê, nutrição, vacinação, prevenção de acidentes e outros aspectos importantes para a saúde e o bem-estar da família;

  • Continuidade do cuidado: O acompanhamento interdisciplinar facilita a comunicação entre os profissionais envolvidos, garantindo que a mãe e o bebê recebam cuidados contínuos e coordenados ao longo dos primeiros mil dias e além.

O acompanhamento interdisciplinar com o pediatra no puerpério e nos primeiros mil dias do bebê é fundamental para proporcionar um cuidado holístico e personalizado, promovendo a saúde e o desenvolvimento ótimos da criança e o bem-estar da mãe.