Buscar
  • Roberta Esteves Vieira de Castro

Como deve ser o ambiente de sono do bebê?

Atualizado: Set 4


O ambiente de sono precisa ser seguro e tranquilo!

Um ambiente tranquilo é aquele que não possui elementos ou objetos que possam estimular a criança (brinquedos, móbiles, decoração na parede, luzes). Isso porque esses itens chamam a atenção e distraem a criança, atrapalhando o sono.


Luz

Durante o dia é importante que o quarto esteja com pouca luz e, à noite, o quarto deve estar bem escuro. Isso porque, à noite, a produção de melatonina atinge seu pico e, para que ela possa ser produzida, é necessário que o ambiente esteja escuro. Portanto, um abajur ou uma luz acesa

atrapalha, E MUITO, o sono do seu bebê!


Aparelhos eletrônicos

Os aparelhos eletrônicos emitem luz azul, estimulante da atividade elétrica do cérebro. Como mencionado acima, a luz inibe a produção de melatonina, prejudicando o soninho do bebê.


Cor do quarto

Cores claras tranquilizam e ajudam seu bebê a dormir. Exemplos: branco, nude, areia, verde claro, rosa claro, azul claro...


Temperatura

Durante o sono, a temperatura corporal cai. Aquecer demais o bebê durante o inverno prejudica essa queda esperada. No verão, é importante, que a temperatura esteja mais amena (pode ligar o ar condicionado). O ideal é manter a temperatura ambiente em torno de 24°C.


Higiene do sono

De 30 minutos a 1 hora antes de colocar o bebê para dormir, é importante começar a reduzir as luzes e os ruídos da casa, além de fazer atividades tranquilas, como, por exemplo, dar um banho (o banho de ofurô é uma excelente opção), massagem (como a Shantala), contar histórias e cantar uma musiquinha.


Contato Pele a Pele

O bebê deve ser colocado para dormir em decúbito dorsal, isto é, totalmente de costas, com a barriguinha pra cima, até que complete 1 ano de idade. Dormir de lado ou dormir de barriga pra baixo não é seguro e não é recomendado.

O cuidado pele a pele é recomendado para todas as mães e recém-nascidos, independentemente da alimentação ou método de parto, imediatamente após o nascimento (assim que a mãe estiver clinicamente estável e acordada) por, pelo menos, uma hora. O pai também pode fazer o contato pele a pele. Depois disso ou quando a mãe ou o pai precisarem dormir ou cuidar de outras necessidades, o bebê deve ser colocado em decúbito dorsal no berço.


Segurança

A segurança do ambiente é importante, pois protege o bebê da síndrome de morte súbita! A síndrome de morte súbita infelizmente pode acontecer: é quando o bebê morre sem uma causa aparente. Geralmente se dá durante o sono noturno. Ela é mais frequente na idade entre 0 a 4 meses, porém pode ocorrer até 1 ano de vida!

As causas de morte súbita incluem: um retardo na maturidade do tronco cerebral do recém-nascido, cama compartilhada, ambiente muito quente, dormir de bruços ou quando a mãe fuma durante a gestação ou depois do parto. Colchões muito macios, cobertores, travesseiros e protetores de berço podem obstruir a via aérea do bebê, assim como brinquedos deixados

onde o bebê dorme. Apesar de fofinhos, esses objetos sufocam o bebê e não podem estar no berço - berço tem que ter bebê somente! Os bebês devem dormir em um colchão firme e nunca em sofá, poltrona ou cadeira.


Quarto compartilhado

A Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda a prática da cama compartilhada. Ao invés de cama compartilhada, pode-se usar o quarto compartilhado até os seis meses de vida do bebê, isto é, o bebê dorme no mesmo quarto dos pais, mas no seu próprio berço. Ao manter o quarto

compartilhado após seis meses de idade, o tempo de sono do bebê pode ser diminuído com os barulhos do quarto dos pais (por exemplo: quando um dos pais ronca ou levanta para ir ao banheiro ou beber água).

Depois que o bebê completa seis meses de vida, fazer a transição do quarto compartilhado para seu próprio quartinho é um processo lento e gradual, mas que deve ser feito com paciência e persistência até se conseguir o resultado.

Para quarto compartilhado até os três meses de vida do bebê, pode-se usar o co-sleeper. Depois que o bebê completa seis meses de vida, fazer a transição do quarto compartilhado para seu próprio quartinho é um processo lento e gradual, mas que deve ser feito com paciência e persistência até se conseguir o resultado.


Medidas de segurança

  • É importante que as seguintes medidas de segurança sejam tomadas:

  • Sempre colocar o bebê pra dormir de BARRIGA PRA CIMA;

  • Colocar o bebê de barriga pra baixo SEMPRE COM SUPERVISÃO quando

  • ele estiver acordado, para fortalecer a musculatura do pescoço e as

  • costas - TUMMY TIME;

  • Não usar cama compartilhada até o bebê completar 1 ano de vida;

  • Evitar o uso de travesseiros, cobertores, bichinhos de pelúcia e protetores no berço;

  • Colocar o bebê para dormir em um colchão firme;

  • Evitar o fumo em casa;

  • Evitar aquecer demais o bebê;

  • Não colocar cordões ou fitas no bebê para ele dormir (nem acordado).


Referências

#pediatra #pediatria #sono #sonoinfantil #pediatrarj #sonodobebê #sonoseguro #bebê #recémnascido





23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo