Buscar
  • Roberta Esteves Vieira de Castro

O banho do recém-nascido

Atualizado: Set 4




A higiene do bebê é um hábito extremamente importante. Isso porque a pele protege o organismo contra muitas infecções. No entanto, as práticas são muito influenciadas pela cultura local e por experiências na família, sendo que alguns costumes podem prejudicar a saúde do bebê (por exemplo, pode haver dermatite por esfregar muito a pele ou usar um produto que não é adequado para a pele do bebê).

Devo destacar que uma higiene adequada deve promover o conforto e bem estar não somente do bebê, mas também de sua mãe. A hora do banho deve ser um momento feliz entre os dois, permitindo um intenso contato pele a pele, fundamental para o bebê nos primeiros meses de vida. Porém, se não for bem orientado, pode se tornar uma circunstância de muito estresse...

O banho no bebê precisa ser feito num ambiente com muita calma e segurança. Isso porque um banho inadequado pode causar complicações, como hipotermia, alterações nos batimentos cardíacos e desconforto para respirar.

Na maternidade, o primeiro banho pode ser dado depois que for observado que o bebê está se mantendo estável por duas a quatro horas. Não deve ser feito antes que ele complete seis horas de vida. Antes de completar essas horas, deve ser feita apenas uma limpeza, retirando-se com cuidado as sujeiras de sangue e mantendo o vérnix caseoso. Na verdade, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o banho seja dado somente depois de 24h de vida. No entanto, se isso não for possível por motivos culturais, deve-se aguardar, no mínimo, seis horas.


O vérnix caseoso

No último trimestre da gravidez, o feto é recoberto por um biofilme protetor que é chamado de vérnix caseoso. O vérnix se forma nesta fase e forma uma capa protetora, à prova de água, para permitir o amadurecimento da pele. Ele consiste em uma substância esbranquiçada tipo graxa e que cobre a pele do recém-nascido quando ele nasce, lubrificando-a e facilitando a passagem do bebê no canal de parto. Além disso, atua como um manto protetor contra a maceração causada pelo líquido amniótico, protegendo o bebê de infecções por bactérias. O vérnix é mais abundante no bebê que nasce a termo e desaparece poucos dias após o nascimento.

O vérnix não deve ser retirado nas primeiras horas do nascimento do bebê, a não ser que haja risco de transmissão de doenças maternas. Isso porque ele tem propriedades protetoras de hidratação, regulação da temperatura do bebê e cicatrização de feridas.


Precisa dar banho todo dia?

No Brasil, é cultural que o banho seja dado todo dia. Mas em outros países, esse hábito não é diário. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que o banho seja uma vez ao dia, mas que pode ser espaçado (3 a 4 dias) desde que seja feita a higiene das pregas (pescoço, axilas e virilhas), cordão e área de fraldas (genitália) diariamente. A limpeza da genitália entre os banhos

pode ser feita utilizando água morna e algodão.


Pode dar banho mais de uma vez ao dia?

Sim, pode dar mais de um banho por dia, principalmente se a cidade onde o bebê mora é muito quente. No entanto, só se deve usar produtos de higiene em apenas um banho, para não ressecar a pele do bebê.


Quanto tempo deve durar o banho?

Cinco a dez minutos, aproximadamente, são suficientes para o banho, principalmente se a pele do bebê for seca ou sensível. O banho não pode ser demorado, pois o bebê perde calor com muita facilidade.


Quando dar banho no bebê?

Você pode dar banho em seu bebê a qualquer hora do dia! Mas é melhor escolher um momento em que você esteja relaxada e não seja interrompida. E também é importante evitar dar banho em seu bebê quando ele estiver com fome ou logo após a mamada.

Se o banho relaxa seu bebê, você pode usá-lo como uma forma de prepará-lo para dormir à noite.


Qual é a temperatura ideal da água?

A temperatura ideal da água deve ser em torno de 35-38ºC. Se você não tiver um termômetro, use seu pulso ou cotovelo para testar a temperatura - deve estar confortável: morna, não quente. Já a temperatura do ambiente, deve ser de, aproximadamente, 21 a 22°C.


Preciso tomar algum cuidado com a água?

Em locais com saneamento básico, a água deve ser limpa, mas não precisa ser filtrada nem fervida. Água estéril somente se o bebê estiver apresentando alguma lesão e por orientação do pediatra.


Onde dar o banho?

O banho não necessariamente precisa ser dado no banheiro, pode ser em qualquer cômodo aquecido, seguro e limpo, sem corrente de ar.


Banho na pia

Em alguns países, como Austrália e Estados Unidos, é cultural dar banho no bebê na pia nas primeiras semanas. Mas quando o bebê fica maior, é melhor que seja na banheira mesmo. Aqui, no entanto, não temos o hábito de dar banho na pia. Se os pais optarem por esse tipo de banho, têm que observar se a temperatura da água é homogênea e se mantém constante, se a pia está limpa e se há objetos que precisam ser retirados. Além disso, precisam checar se a postura do cuidador será adequada e confortável, para evitar dores musculares em quem estiver dando o banho.


Banho de banheira

Essa é a forma mais clássica de banho no bebê, mas que gera muitas dúvidas. Ao escolher uma banheira, os pais precisam estar atentos aos seguintes itens: se ela é segura e certificada pelo Inmetro, se é de fácillimpe za, se é resistente e durável, qual é sua forma de esvaziamento e se a posição em que ficar será confortável para quem for dar o banho. As banheiras com suporte são clássicas e estáveis, costumam ter um trocador associado e permitem ajuste de posição para o adulto. No entanto, podem ocupar muito espaço e não são portáteis. As banheiras sem suporte podem ser de esvaziamento mais difícil porque parecem um balde. As banheiras portáteis costumam ser mais práticas, mas com uma durabilidade menor. E existem também algumas que são 3 em 1. A família deve escolher a que se adequa mais ao seu orçamento e a sua rotina, com atenção aos itens acima. Outro ponto importante: se a água ficar com muito sabonete, esse produto vai ficar grudado no corpinho do bebê. Então, cheque sempre o esvaziamento da banheira e se haverá necessidade de usar água corrente ao final do banho de imersão, para evitar que o sabonete permaneça na pele.


Técnica do banho de imersão

Como medida de segurança, passe sempre o seu braço pelas costas do bebê, prendendo sua mão no outro bracinho do bebê, apoiando a cabeça dele em seu antebraço.

Comece o banho lavando o rostinho somente com água, sem sabão. A limpeza deve ser suave. Não se deve esfregar a pele do bebê com panos ou toalhas para não machucar. Se tiver alguma secreção seca nos cantos das narinas ou dos olhos, umedeça a região até que a secreção amoleça para que você consiga retirar. Depois, lave a cabeça com um sabão que seja especial para bebês. De preferência, seque a cabeça do bebê antes de lavar o restante do corpo. Depois, deve-se imergir o corpo do bebê, com exceção da cabeça e do pescoço. Lave primeiro a parte da frente, depois as costas e, por último, o bumbum. Gire o bebê de forma que seu braço apoie o peito e o rosto dele. A mão fica presa embaixo do braço do bebê.


Banho de chuveiro

Pode ser dado desde o primeiro dia do bebê em casa. É o momento ideal para que o pai possa curtir seu bebê e para que a mãe também possa descansar um pouco. O banho de chuveiro pode ser um mais difícil de ser dado pela mãe porque os bebês costumam querer mamar nessa hora, mas elas também podem dar sem problemas! Atenção deve ser dada à temperatura da água. Além disso, ducha muito forte pode ser desconfortável. Sempre tenham cuidado com a segurança do bebê: a pelecom sabonete escorrega. Portanto, sempre enxague bastante após passar osabonete .

Colocar o bebê em posição de arrotar durante o banho de chuveiro pode ser bem agradável no início ou no fim do banho, mas não durante pois pode dificultar a higienização.


Banho de balde (ofurô)

É uma excelente opção de relaxamento para o bebê, não devendo ser usado para a higiene do bebê. Recomendo que seja usado balde próprio.

Pode ser usado balde doméstico comum, desde que não tenha a alça de metal, pois os pontos de fixação da alça no balde podem machucar o bebê.

Pode ser incluído no ritual noturno de sono.


Quais são os produtos de limpeza ideais para a pele do bebê?

Os produtos com pH neutro ou próximo ao fisiológico, especialmente aqueles que contêm umectantes ou emolientes, são adequados para o uso em bebês, já que não

removem o filme lipídico e nem alteram o manto ácido da pele.

O produto também precisa ter a menor quantidade possível de agentes químicos. Deve ser

usado com moderação.

Importante enxaguar bem a pele do bebê após o uso.


Atenção!!! Dar banho em seu bebê requer prática, então tente relaxar e ir de acordo com o seu tempo. Você pode começar dando banho em seu bebê quando outra pessoa estiver por perto para ajudá-la. Se você está preocupada em perder o controle, pode tornar o banho menos escorregadio enrolando o bebê em uma fralda de pano ou toalha limpa.


E na hora de secar?

Seque o bebê sem esfregar, de forma bem suave. Use uma toalha limpa e macia.


Importante!!!

  • Tire o telefone do gancho ou desligue-o enquanto dá banho em seu bebê. Assim, você vai se distrair menos;

  • Certifique-se de que tem tudo o que precisa ao seu alcance, como toalha, roupas e fraldas limpas;

  • Posicione a banheira em um local estável e em uma altura onde você possa segurar confortavelmente seu bebê;

  • Use água apenas o suficiente para o banho: a profundidade da água não deve ser superior à altura do quadril da criança sentada (que, em geral, é de 5 cm);

  • Tire o relógio e as joias/bijuterias. Lave as mãos antes de dar banho no bebê;

  • Não adicione água extra enquanto seu bebê estiver no banho;

  • Banheiras, brinquedos, esponjas e panos estão sujeitos à contaminação por bactérias ou fungos, portanto, devem ser desinfetados sempre;

  • Nunca deixe seu bebê sozinho na banheira, pois ele pode se afogar! O início do treinamento para que a criança possa tomar banho sozinha pode começar somente quando ela tiver 5 anos!


Alguns acessórios não são recomendados pela Sociedade Brasileira de Pediatria...

  • Boia de pescoço (ou outro dispositivo inflável): pode se romper a qualquer momento;

  • Rede/assento de banheira;

  • Almofada de banho.


Referências

  1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. "Consenso de cuidados com a pele do recém-nascido". 2014. Disponível em: https://www.sbp.com.br

  2. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. "I Painel Latino-Americano de Cuidados com a Pele Infantil". 2012. Disponível em: https://www.sbp.com.br

  3. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. "Boia de pescoço para bebês faz sucesso nas redes, mas traz riscos". 2017. Disponível em: https://www.sbp.com.br

  4. RAISING A CHILDREN AUSTRALIA. "Bathing a newborn". 2020. Disponível em: https://raisingchildren.net.au/newborns/health-dailycare

  5. REVISTA CRESCER. "Acessórios de banho para bebê: conheça os riscos". 2017. Disponível em: http://revistacrescer.globo.com/Bebes/Seguranca/noticia/2017/07/acessorios-de-banho-para-bebe-conheca-os-riscos.html

  6. SANTA JOANA HOSPITAL E MATERNIDADE. "O banho do bebê deve começar pela cabeça?" 2015. Disponível em: https://santajoana.com.br/2015/10/o-banho-do-bebe-deve-comecarpela-cabeca/

  7. CURSO PUERICULTURA NA PRÁTICA - Aula online. Mariana Tezza e Desiree Tavares.

  8. ESPECIALIZAÇÃO EM PUERICULTURA. Aula online. Isabela Forni e Amanda Monteiro.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo